Entrevistas

PUBLICIDADE

Mais Entrevistas


Veja Todos

Inicial Entrevistas Legionário - Uma entrevista com Mauro Berman (Legião Urbana)


Legionário - Uma entrevista com Mauro Berman (Legião Urbana)

Por Ariel Andrade

O Legião Urbana dispensa qualquer apresentação ou blá blá blá, a realidade é que os caras estão na estrada com uma turnê de 30 anos, que já adianto que está ANIMAL, na última semana tive a ótima oportunidade de conferir de perto este show que está levando milhares de pessoas no país inteiro ao delírio, rock com atitude e o melhor com muita qualidade. Um dos responsáveis por tamanha qualidade é o Bassman Mauro Berman que está "matando a pau" com seu Lakland nos palcos da Legião. Mauro também conhecido como baixista do cantor Marcelo D2 e produtor musical em diversos outros projetos de sucesso nos recebeu para um ótimo papo e mostrou em datelhes todo o seu equipamento. Divirta-se!

Como tem sido excursionar como a Legião e como rolou esse convite?

Tem sido um privilégio fazer parte dessa turnê, em diversos sentidos, pela música, pela estória da banda e pela relação que existe entre a banda e os “legionários”. Estar no palco, olhar para o lado e ver o Bonfá e o Dado é inenarrável.
Os shows são muito intensos, fortes, emotivos, sempre no final rola a sensação do prazer da troca.
O convite veio totalmente de surpresa, sou amigo do Dado há muitos anos (inclusive vendi para ele uma guitarra sitara quando eu vivia em londres, lá pelos anos 90) e já participei e participo de alguns projetos com ele, já fiz alguns shows solo dele e o programa de TV “Estudio do Dado”, um dia o telefone tocou, era Fernanda Villa Lobos, uma pessoa extremamente importante na vida da Legião e me perguntou se havia o interesse de participar. Dai já se passaram 25 shows.

Além da legião você ainda acompanha o D2, mantém o Reverse...Como é a logística para você conseguir trabalhar em tantos projetos ao mesmo tempo?

Eu gosto de tocar, então faço tudo possível para poder estar presente em todos esse projetos ao máximo, com o D2 já são 13 anos de estrada, além desses trabalhos, escrevo muita música para outras artes como cinema, tv e teatro. Em 2015 escrevi 4 peças teatrais, uma série para TV, algumas publicidades e as toquei com as bandas.
Ainda tive o prazer de ser o diretor musical do show de abertura do “Rock in Rio”, onde acompanhei artistas incríveis da nossa música, Frejat, Ney Matogrosso, Samuel e Haroldo do Skank, Erasmo, Ivan Lins, George Israel, Dinho Ouro Preto, Ivete, Andreas Kisser. A logística é correr muito!

Falando em Reverse, após a aparição no Superstar o que a banda promete pra galera que simpatizou com vocês?

O Reverse assim que saiu do programa começou a graver o EP que acabamos de colocar no Spotify, tá bem legal, musicas novas e continuamos escrevendo mais e em breve vamos para estrada também.

Quais as principais diferenças entre todos esses trabalhos?

Primeiramente estilo musical, o papel do baixo na Legião é bastante diferente que no D2 e que no Reverse. Dito isso eu busco sempre trazer o meu modo de tocar e o meu som para todos os projetos que sou chamado, inclusive uso o mesmo equipamento apesar da diversidade sonora.

Confira nossa série PEDALBOARD onde Mauro mostra seu setup com a Legião:

Essa turnê de 30 anos vai resultar em um dvd em breve? Há um planejamento do projeto continuar após essa Tour?

Nada nunca foi falado com relação ao DVD, eu particularmente, adoraria. O show está muito bom. Quando fui chamado, o projeto seria só até o final de 2015, não conseguimos ir em vários lugares e estamos muito felizes no palco, então a tour deu uma prolongada no início desse ano.


Você tenta ser fiel as linhas de baixo originais do Legião ou tenta repensar algo? Há essa liberdade?

Isso tem sido muito legal. Assim que aceitei o convite, peguei todos os discos da Legião e comecei a escutar de outro modo. Relembrei toda a minha vida e de como aquelas músicas são parte da minha estória (nos shows vejo como são para tanta gente), resolvi antes de ensaiar, escrever todas as linhas de baixo, tipo songbook, dai descobri coisas incríveis sobre o modo de ver música dos 2 Renatos, Renato Russo era um grande baixista!!! Tinha uma vibe dele incrível, uma maneira de entender a música muito interessante, o Renato Roquete também era grande baixista, pegada, suingue, ritmo e passagens interessantissimas. E ainda tem algumas linhas que foram gravadas pelo Dado que são ótimas.
Durante os ensaios, tudo fluiu muito tranquilamente e tive a liberdade de poder me colocar também nesse estória, trazer a minha pegada, escolher tocar de palheta ou dedo, ir pra frente do palco, pular, bater cabeça e acima de tudo me diverter e agradeçer sempre. Então em algumas músicas faço questão de tocar igual, nota por nota, como “Faroeste Caboclo”, “Será”. “Ainda é cedo” e em outras eu vou mais livre.

 

Para você qual o ponto chave para ser um side man de sucesso? E o que deve-se evitar?

Primeiramente prazer, estar presente naquele lugar naquele momento, quer dizer estar ali realmente, dedicação e estudo, são fundamentais. Não existe uma regra e um caminho, cada um tem que correr atrás do seu, eu acredito no conhecimento, sempre acreditei, gosto de estudar o trabalho que vou fazer, gosto de estudar aquilo que nunca vou tocar, gosto de buscar o meu som, gosto de reconhecer os meus ídolos.
Pontualidade, confiança e preparação tem me ajudado também. E conseguir se relacionar com pessoas diferentes também é importante, não adianta nada só tocar muito ou só ser legal, tem que ter um equilíbrio.
Acho que deve-se evitar a inveja e o ego, pois muito mais de que ser side man em algum trabalho, somos baixistas!!! Estamos ali para dar o suporte, a segurança, o groove, a harmonia e a classe do projeto.

Curtiu?? Compartilhe e junte-se a nós no Facebook, Instagram e Twitter. No Snapchat siga Baixonatural.


Comentários

20 ABR 09h33
B2a5Bz6TG

Exletmrey helpful article, please write more.


20 ABR 22h27
XNtlY9q2

This is an arlitce that makes you think "never thought of that!"


21 ABR 13h34
vZAezo5xBGY

Alazmkaaa-information found, problem solved, thanks! http://tfdabbvgxmp.com [url=http://edtlbvsj.com]edtlbvsj[/url] [link=http://qfsvbcvoe.com]qfsvbcvoe[/link]


21 ABR 20h39
gZQbhJ7F

You've really imrsepsed me with that answer!


22 ABR 03h29
Qvcnbc4DjyB

Great post with lots of imtoprant stuff. http://idiuwi.com [url=http://vvyxsojgjdz.com]vvyxsojgjdz[/url] [link=http://kjphqzalw.com]kjphqzalw[/link]


18 OUT 06h43
online_cialis

online cialis is by far the most effective medication for treating erectile dysfunction in men.


18 OUT 06h44
online_cialis

Good building online cialis for sale vancouver soluble complications of transfusion comparison.


19 OUT 09h49
cialis

Not just specialise in the circumstances but a network and deals made for them.


19 OUT 09h50
George

I appreciate your wordpress web template, exactly where did you down load it through?


19 OUT 09h51
George

I appreciate your wordpress web template, exactly where did you down load it through?


03 FEV 17h11
viagra

Absolutely signs order cheap viagra online online actually for clean once /purk/cialis-generic.


03 FEV 17h11
viagra

For an adhesive to work, cheap viagra online and oysters I can do for them.


12 ABR 10h08
price

Let our leading bad credit specheapest price cialis canadats tailor a finance solution for you.


13 ABR 10h00
cialis_cyanopsia

If you for the thread is you marked thread itself let me, cialis cyanopsia generico.


13 ABR 10h00
James

Where To Buy Cheap Generic Cefuroxime 250mg in Baltimore


13 ABR 10h01
James

Where To Buy Cheap Generic Cefuroxime 250mg in Baltimore




Deixe seu Comentário

  • Teu Nome:
  • Teu e-mail:
  • Site/blog ou twitter:
  • Pode falar:
  • CAPTCHA Image
    Recarregar imagem



    Informe o código acima:

 

  • Newsletter Receba as atualizações no seu email

  • Newsletter Compartilhe

    Facebook Twitter Youtube Flickr
Acesse o antigo blog do
BAIXO NATURAL
Quem Fez? Foi a Bredi

Copyright © 2011 Baixo Natural. Todos os direitos reservados - De Andrade Corporation